Escolha uma Página

No mundo da arquitetura as tendências mudam assim como na moda. Algo bastante comum alguns anos atrás hoje quase não se aplica. Nesse contexto, um dos modelos que vem ganhando força é o uso de fechamento em vidro em alguns cômodos da casa ou apartamento.

Esse método vem ganhando força especialmente para fechamento de sacadas. Se antigamente a maioria das construções apresentava modelo aberto, vem sendo cada vez mais comum encontrar novos modelos de sacadas com fechamento em vidro.

Além de oferecerem segurança, os fechamentos de vidro também deixam a saca mais bonita e original. Você pode contar com vidros em várias tonalidades e não só a tradicional transparente.

O que fazer para fazer fechamento em vidro na sacada?

Se você mora em um apartamento e gostou da ideia de fechar a sua sacada ou varanda usando vidro, saiba que é preciso tomar cuidado antes de sair comprando os materiais ou verificando mão de obra. Ocorre que o fechamento em vidro precisa de aprovação do condomínio, pois pode configurar uma mudança de fechada do edifício.

Além disso, ainda é preciso qual o melhor tipo de vidro para a instalação em determinado prédio. Cada um tem características diferentes e o material pode fazer toda diferença na qualidade e durabilidade do fechamento em vidro.

Quais os tipos de fechamento em vidro?

Apesar de parecer simples e que qualquer fechamento de sacada (ou varanda) usa do mesmo material, não é bem assim que funciona esse método. Existem diferentes tipos de envidraçamento.

Fechamento em vidro manual:

Neste caso deve-se atentar para a qualidade dos rolamentos que permitirão a abertura ou não dos vidros. Atenção especial para os demais itens, principalmente de fixação e vedação para evitar problemas futuros. O custo é um pouco menor, mas o desgaste também.

Fechamento em vidro automático:

A alternativa para o fechamento em vidro manual é utilizar a versão automática. Neste caso, as peças para funcionamento são mais rígidas e, de certo modo, mais confiáveis. Além disso, por realizar o processo de abertura e fechamento por meio de comando eletrônico (controle remoto ou mesmo um smartphone), a movimentação das peças de vidro é menos agressiva ao material e desgasta menos. Manutenções preventivas serão suficientes para garantir o bom funcionamento de fechamento em vidro automático.

Quais os tipos de vidros disponíveis para fechamento em vidro?

Não é apenas o modelo de instalação do fechamento em vidro que precisa ser definido. O segundo passo é acertar qual será o modelo do vidro a ser instalado: laminado, temperado ou temperado-laminado.

Vidro laminado:

Esse tipo de vidro é constituído pela junção de duas placas de vídeo que são unidas por uma película específica. Caso venha a quebrar, ele ficará atado nessa película até a troca. Apesar de parecer seguro, não é a melhor opção para fechamento em vidro já que a película de sustentação eventualmente pode não conseguir suportar o peso até a troca.

Vidro temperado:

Esse vidro é muito mais resistente do que o modelo laminado e mais indicado do que o anterior para fechamento em vidro. Ainda absorve boa parte de raios ultravioletas, ajudando na proteção da pele. Quando quebrado, divide-se em vários pequenos pedaços.

Vidro temperado-laminado:

A mistura dos dois tipos anteriores é o que há de mais recomendado para fechamento em vidro. Ele tem grande resistência em relação às quebras e ainda é ótimo para isolante acústico. Por outro lado, trata-se de um material bem caro e que pode ser inviável financeiramente.

Que tal dar um ar mais elegante e inovador à sua casa usando um fechamento em vidro? Pode ser uma maneira bem prática de redecorar.

Acesse nosso portal de vidraçaria e descubra quais empresas trabalham com Fechamento de Vidro em BH!